Central de Notícias

Tópicos

Cardiologia

RISCO CARDIOVASCULAR E O HÁBITO ALIMENTAR: CARNE, PEIXE OU VEGETAIS?

   Compartilhar notícia

Em estudo de coorte prospectiva, incluindo indivíduos livres de doença cardiovascular (DCV), participantes do EPIC-Oxford Study, os autores examinaram as associações entre vegetarianismo e o risco de doença arterial coronariana (DAC) e acidente vascular cerebral (AVC), entre 1993 e 2001.

Os 48.188 participantes foram classificados em 3 grupos, de acordo com a dieta: 24.428 consumidores de carne (poderiam consumir peixes), 7.506 consumidores de peixe (não consumidores de carne) e 16.254 vegetarianos (incluindo veganos). O desfecho principal foi o número de casos de DAC e AVC, identificados até 2016.

Após 18,1 anos de seguimento, ocorreram 2.820 casos de DAC e 1.072 AVC (519 isquêmicos e 300 hemorrágicos).

Após ajuste para fatores demográficos e estilo de vida, consumidores de peixe e vegetarianos apresentaram, respectivamente, reduções de 13% (HR 0,87 IC 95%:0,77-0,99) e 22% (HR 0,78 IC 95%:0,70-0,87), na frequência de DAC em comparação aos consumidores de carne (p<0,001 para heterogeneidade).

Essa diferença foi equivalente a cerca de 10 casos a menos de DAC em vegetarianos que em consumidores de carne, para cada 1.000 pessoas em 10 anos. As associações com DAC foram parcialmente atenuadas após ajuste para níveis elevados de colesterol, hipertensão arterial, diabetes e índice de massa corporal (IMC) (HR 0,90 IC 95%:0,81-1,00).

Em contraste, os vegetarianos apresentaram uma frequência 20% mais alta para AVC (HR 1,20 IC 95%:1,02-1,40) que os consumidores de carne. O equivalente a 3 casos a mais de AVC para cada 1.000 pessoas em 10 anos, especialmente para AVC hemorrágico. As associações com AVC não se atenuaram após ajuste para os principais fatores de risco.

Os autores concluíram, que nessa coorte prospectiva britânica, consumidores de peixe e vegetarianos apresentaram menor frequência de DAC que os consumidores de carne, embora vegetarianos apresentassem maior frequência de AVC.

Referência: Tong TYN et al. Risks of ischaemic heart disease and stroke in meat eaters, fish eaters, and vegetarians over 18 years of follow-up: results from the prospective EPIC-Oxford study. BMJ 2019;366:l4897.


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!