Central de Notícias

Tópicos

Infectologia

Itália: Covid-19 ameaça a terceira Idade

   Compartilhar notícia

Mais de 99% das mortes por coronavírus na Itália eram pessoas que sofriam de condições médicas anteriores, de acordo com um estudo realizado pela autoridade nacional de saúde do país. Depois que as mortes pelo vírus atingiram mais de 5.400, com um aumento de 150% na semana passada, as autoridades de saúde passaram a vasculhar dados para fornecer pistas para ajudar a combater a propagação da doença.

O governo do primeiro-ministro Giuseppe Conte está avaliando se deve estender um bloqueio nacional até o início de abril, informou o diário La Stampa quarta-feira. A Itália tem mais de 59138 casos confirmados da doença. O novo estudo pode fornecer informações sobre por que a taxa de mortalidade da Itália, em cerca de 8% do total de pessoas infectadas, é maior do que em outros países.

O instituto com sede em Roma examinou registros médicos de cerca de 18% das mortes por coronavírus no país, constatando que apenas três vítimas, ou 0,8% do total, não tinham patologia anterior. Quase metade das vítimas sofria de pelo menos três doenças anteriores e cerca de um quarto apresentava uma ou duas condições anteriores.

Mais de 75% tinham pressão alta, cerca de 35% tinham diabetes e um terço sofria de doenças cardíacas. A idade média das pessoas que morreram do vírus na Itália é de 79,5 anos. Em 17 de março, 17 pessoas com menos de 50 anos haviam morrido da doença. Enquanto os dados divulgados na terça-feira apontam para uma desaceleração no aumento de casos, com um aumento de 12,6%, um estudo separado mostra que a Itália pode estar subestimando o número real de casos por meio de testes.

Segundo a Fundação GIMBE, cerca de 100.000 italianos contraíram o vírus, informou o jornal Il Sole 24 Ore. Isso traria de volta a taxa de mortalidade do país para perto da média global de cerca de 2%.

FONTE: ISS ITALY NATIONAL HEALTH INSTITUTE


Comentários

Responder
Juão
24 Mar 2020
Excelente..
Responder
Rubens
23 Mar 2020
Sim. A letalidade é calculada pela razão do número de óbitos por doença pelo número de pessoas doentes. Se o número de pessoas doentes for maior do que o informado, o denominador aumenta, fazendo a razão diminuir.
Responder
Taigoara Garbin
23 Mar 2020
Boa tarde! Caso isso se confirme os dados, então os dados relacionados a letalidade seriam menores?